AMAI: do E.S.E. em versos


AMAI!

 

Amar os inimigos
É não lhes guardar ódio, nem rancor,
Nem desejos de vingança;
É perdoar-lhes, sem pensamento oculto
E sem condições,
O mal que nos causem;
É não opor nenhum obstáculo
À reconciliação com eles;
É desejar-lhes o bem e não o mal;
É experimentar júbilo,
Em vez de pesar
Com o bem que lhes advenha;
É socorrê-los
Em se prestando ocasião;
É abster-se,
Quer por palavra, quer por atos,
De tudo o que os possa prejudicar;
É, finalmente, retribuir-lhes sempre
O mal com o bem,
Sem a intenção de os humilhar.

Francisco A. Gabilan

(E.S.E, cap. XII, item 3, texto literal em versos)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SERMÃO DO MONTE, uma ligeira pincelada

Fluidos de Paz

União das religiões: será possível hoje?